segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Vereadores da cidade de São Paulo ficaram somente 10 horas no plenário em 37 dias

Fonte: Estadão



Semana passada, plenário da Câmara Municipal de São Paulo, vazia.

Conforme o texto:

Nos últimos 37 dias, os vereadores da capital paulista passaram exatamente 10 horas e 5 minutos no plenário da câmara municipal. E nesses mesmos últimos dias, eles votaram a instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) e neste segundo semestre votaram um único projeto, uma homenagem aos 100 anos do Palmeiras, na figura do presidente atual do clube, Paulo Nobre. O presidente do clube recebeu em 26 de agosto desse ano a Medalha Anchieta, em festa que reuniu esportistas, artistas e políticos palmeirenses no plenário da Câmara. Festas e sessões solenes, aliás, têm sido mais frequentes no Legislativo do que debates. Foram 28 desde o fim do recesso de julho.
A Câmara de São Paulo, que tem orçamento de R$ 534 milhões por ano, também custa R$ 1,4 milhão por dia, o maior valor entre as casas legislativas do Brasil.


Comentários do blog:

Eu me lembrei do episódio em março desse ano, em que a Câmara Municipal de Piracicaba/SP aprovou dois projetos de lei que reajustam os salários dos agentes políticos e dos servidores municipais.  Porém, o reajuste foi bem generoso não só  aos vereadores da cidade como aos secretários, prefeito e vice-refeito, recebendo respectivamente R$ 11.492.96, R$ 16.395,92 e 8.197,96, reajuste de 5,44%, não obstante o reajuste de 2012 de 66% . 

Um trabalhador (como esse que vos escreve) trabalha cumprindo em média a carga horária de 8 horas por dia para receber valores entre 3,5% a 10% do valor do salário mensal de um vereador de São Paulo, que é de R$ 24.117,62 (conforme informações do Portal Terra nos links depois do artigo). Você que levanta cedo, encara trânsito, ônibus, metrô, etc, para ter um aumento de miséria, que em TODAS às vezes não acompanha a inflação, é um sacrifício, sendo assim, contente-se com isso e o pior, contente-se também com o fato de ter de trabalhar nada menos do que 5 meses para sustentar esse parasitismo público/estatal, pois de onde você acha que sai a regalia dessa gente? Bom, até onde sabemos pelo menos ainda não existe o “pé de dinheiro”.

Nesse cenário de absurdos, perguntas não querem se calar, vou me limitar aqui a duas delas, que são elementares. A primeira é o que temos feito em relação a isso? Fala-se tanto na responsabilidade do voto consciente (e eu sou defensor da causa), porém, além disso, nós temos fiscalizado os nossos representantes? Você que lê esse artigo, já parou pelo menos uma vez na vida para acessar o site da câmara de sua cidade, tem acompanhado não só em quem votou, mas também os vereadores de sua cidade? 

A segunda pergunta se refere aos protestos que aconteceram em nosso país, vocês se lembram? Pois é, muitos foram às ruas, tivemos protestos pleiteando várias coisas, como por exemplo, a intervenção do “deus estado” para o que eu particularmente chamo de “o milagre dos 20 centavos” (temas que tratarei no decorrer do tempo), porém, é engraçado que não vemos a gente protestando contra a questão tratada nesse artigo, contra o mensalão, escândalos da Petrobras, essa política nefasta que tem impedido o país de crescer, enfim, não vemos ninguém protestando contra causas que deveriam ser legítimas, ou concordamos com isso tudo? Então, a segunda pergunta é, onde estão os ditos “movimentos sociais” ou a “sociedade civil” em momentos como esses? Ah sim, me desculpem, eu me esqueci. Eles estão ocupados, é verdade, pois estamos em período eleitoral não? (Sendo irônico, é lógico)

Como diziam os antigos, pra quem sabe ler, um pingo é letra.



Links:

http://sao-paulo.estadao.com.br/noticias/geral,em-37-dias-de-trabalho-vereadores-paulistanos-ficam-10-horas-em-plenario-imp-,1556529

http://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/agencia-estado/2014/09/08/em-37-dias-vereadores-de-sp-ficam-10-horas-em-plenario.htm

http://www.terra.com.br/noticias/infograficos/capitais-salarios-prefeitos-vereadores/


http://g1.globo.com/sp/piracicaba-regiao/noticia/2014/03/camara-aprova-salario-de-r-115-mil-para-vereador-e-r-164-mil-prefeito.html


0 comentários:

Postar um comentário