terça-feira, 1 de setembro de 2015

PSOL - Socialismo e liberdade? Só que não...

1 comentários

"Assim como uma gota de veneno compromete um balde inteiro, também a mentira, por menor que seja, estraga toda a nossa vida." Mahatma Gandhi




Não é de hoje que a famigerada propaganda eleitoral gratuita, que é exibida em rede nacional enche o nosso saco. Eu particularmente o defino como aquilo que por ser essencialmente ruim, tem que ser obrigatório. E aqui vai uma sugestão, que se mude o nome para imposto, pois é algo veiculado através da coerção, pois em nada edifica, acrescenta, agrada ou produz. É mais do mesmo, mais da encenação maquiavélica barata sob uma capa, um pedantismo disfarçado de conhecimento e moralidade.


Não obstante as nonsenses, as bobagens, enfim, hoje eu pude contemplar aquilo que testifica a relação intrínseca entre a burrice e a maldade. Já disse o professor e filósofo Olavo de Carvalho, e cantava o já falecido cantor e poeta Renato Russo respectivamente: “Mentira e burrice nunca foram termos antagônicos", e: “A ignorância é a vizinha da maldade”. O quão sábio e pertinente foi a fala desses dois homens.

E dessa vez, quem protagoniza o ridículo, são os palhaços, idiotas úteis do PSOL.

A incoerência que é o nome e lema do partido: “Partido do socialismo e liberdade”.


Socialismo e liberdade, simplesmente uma bandeira utópica e/ou romântica, ou um engodo maligno? Vejamos...

Para destrincharmos o assunto, a pergunta que não quer (e não pode) se calar é: Quando que em algum lugar do mundo, esse regime conseguiu manter um Estado democrático de direito e não uma ditadura, a destruição das liberdades individuais, a miséria do povo e a riqueza de uma elite de “amiguinhos do rei”?

O que o PSOL (e os demais da extrema esquerda) faz é disseminar a confusão entre o que o socialismo promete, e o que ele realmente produz. Na propaganda em questão, o deputado Chico Alencar (PSOL-RJ) fala em socialismo, como se o regime fosse o “país das maravilhas”. Mas a História nos prova que isso não passa de uma mentira, de um engodo.  O que Chico Alencar e a corja de seu partido omitem é que...

...o socialismo foi responsável por mais mortes do que o nazismo, resultando em mais de cem mil mortos pelo regime;

...aonde o socialismo foi implantado, ele gerou ditaduras sanguinárias, cerceamento das liberdades individuais (religiosas políticas, filosóficas, etc...), inversão de valores, miséria extrema, morte de inocentes, retrocesso etc;

...o socialismo prega que a religião (bem como as suas tradições princípios, tão importantes e que norteiam a humanidade) deve ser extinta e substituída pelo governo, a fim de que esse ocupe o lugar da crença em Deus;

...o nazismo de Hitler, ou melhor, o seu real significado: o NACIONAL SOCIALISMO, esse durante o início da segunda guerra foi armado pela extinta União Soviética;

...ainda sobre o NACIONAL SOCIALISMO (nazismo), mais precisamente falando na questão dos campos de concentração, trabalhos forçados e extermínios em massa, essa prática macabra começou pelos socialistas? As Gulgs’s, campos de concentração socialistas que existiam já antes do nazismo e que duram até hoje como, por exemplo, na Coréia do Norte;

...o fascismo de Mussolini tinha características idênticas ao socialismo, e que Mussolini em sua juventude militava no partido socialista;

...o socialismo é tão bom que a União Soviética faliu, Cuba é um retrocesso aonde cidadãos  preferem correr o risco de serem devorados por tubarões, fugindo da ilha em balsas improvisadas, a Coréia do Norte vive numa miséria extrema enquanto o ditador kim jong um está gordinho, a Venezuela, além do regime totalitário, o país sofre com pobreza e falta de materiais básicos nos supermercados, dentre outros exemplos.


Diante o exposto, fica evidente a mentira deslavada, o cinismo e a maldade que estão travestidas de boas intenções. Socialismo e liberdade? Isso não existe, pois uma coisa invalida a outra. 

Simples assim.



Referências:



JEAN-LOUIS PANNÉ, ANDRZEJ PACZKOWSKI, KAREL BARTOSEK, JEAN-LOUIS MARGOLIN (com a colaboração de Remi Kauffer, Pierre Rigoulot, Pascal Fontaine, Yves Santamaria e Sylvain Boulouque)._ - O Livro Negro do Comunismo - Crimes, Terror e Repressão –;tradução Caio Meira. - Rio de Janeiro, Bertrand Brasil, 1999;

Narloch, Leandro, 1978–Guia politicamente incorreto da América Latina /Leandro Narloch, Duda Teixeira. – São Paulo: Leya, 2011;

LAWRENCE, Carl. A Igreja na China. São Paulo: Vida, 1987;
Goldeberg, Jonah, 2009-Fascismo de esquerda; tradução de Maria Lúcia de Oliveira – Rio de Janeiro, Record;

Harden, Blaine. Fuga do campo 14-A dramática jornada de um prisioneiro da Coréia do Norte rumo à liberdade no ocidente, 2009-Tradução de Maria Luiza X de A. Borges - Rio de Janeiro,  Intrínseca;

Blog “Pesadelo cinhês”: http://pesadelochines.blogspot.com.br/

http://www.midiasemmascara.org/artigos/internacional/oriente-medio/13978-obama-x-israel.html

Vídeo: “O Extermínio dos Ucranianos pelos comunistas” - 
https://www.youtube.com/watch?v=4DH9Qntlq2U


http://www.psol50.org.br/site/noticias/3403/em-programa-de-tv-nesta-terca-psol-critica-politica-de-ajuste-fiscal-e-o-avanco-conservador

Continuar lendo...